Este ano consigne o seu IRS ao MDV!

A consignação do IRS permite-lhe doar uma parte do imposto que paga (depois de descontadas as deduções à coleta), através do IRS, a uma instituição de solidariedade social, em vez de o entregar, na totalidade, ao Estado. E sem qualquer custo: não recebe menos reembolso nem paga mais imposto adicional, consoante o caso.

A entrega do IRS 2024, referente aos rendimentos de 2023, é feita entre 1 de abril e 30 de junho de 2024, independentemente da categoria de rendimentos do contribuinte. Contudo, já é possível escolher a instituição a quem pretende consignar o seu IRS no Portal das Finanças. Estamos a falar de 0,5% do seu imposto que, a seu pedido, o Estado entrega a uma organização e, caso coloque o NIF 500 929 041, essa organização é o Movimento Defesa da Vida (MDV). 

Antes de entregar a declaração de IRS, há vários passos que deve dar para não perder deduções ou arriscar pagar alguma coima. Anote na sua agenda as datas mais importantes até à entrega da declaração de IRS de 2023 e saiba o que fazer em cada uma delas. Saiba quais as datas mais importantes sobre os prazos do IRS em 2024:

 

15 DE FEVEREIRO

Até ao dia 15 de fevereiro deve confirmar qualquer alteração no agregado familiar que tenha ocorrido em 2023. Deve, ainda, comunicar a partilha de despesas de dependentes em guarda conjunta. Também até esta data deve comunicar uma eventual opção de tributação conjunta para efeitos de adicional ao IMI.

 

26 DE FEVEREIRO

Tem até 26 de fevereiro para validar as despesas no portal e-Fatura. As faturas pendentes têm de ser validadas uma a uma. Deve repetir o processo para cada membro do agregado familiar, incluindo as crianças.

 

ENTRE 15 E 31 DE MARÇO

Este é o prazo para consultar no e-fatura os montantes apurados para dedução no IRS, nomeadamente das despesas realizadas em serviços de saúde e de educação, e das despesas com habitação (rendas e juros) e com lares de idosos.

 

 ENTRE 1 DE ABRIL E 30 DE JUNHO

A entrega da declaração de IRS referente aos rendimentos de 2023 começa a 1 de abril e termina a 30 de junho, e deve ser feita obrigatoriamente pela internet.

 

ATÉ 31 DE AGOSTO

Se a declaração for considerada “Certa” e tiver direito a reembolso, a Autoridade Tributária tem até 31 de agosto para devolver o IRS. 

 

Fonte: Deco