MDV
Projecto Igua(Lar)
No âmbito dos projectos do Programa Operacional de Potencial Humano (POPH) e da Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género (CIG), financiado pelo Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN) e pelo Fundo Social Europeu (FSE), o MDV desenvolveu o projecto Igua(LAR), de 01 de Janeiro de 2009 a 31 de Dezembro de 2010, em Lisboa e no Porto.

Este projecto teve como objectivo promover a igualdade e diminuir os indicadores de desigualdade e de violência de género.

Neste sentido, foram desenvolvidas acções de divulgação e sensibilização em áreas temáticas como: Igualdade de Género, tendo sido abordados temas como a participação equilibrada de mulheres e homens na sociedade; Violência de Género, nomeadamente, violência doméstica e familiar, violência no namoro; Temas da Vida Familiar, onde se incluem os papéis parentais e a divisão de tarefas; Sexualidade e Planeamento Familiar; Educação para a Saúde, evidenciando o bem-estar físico e psicológico e qualidade de vida, entre outros.

Além da organização e realização destas acções, o projecto também promoveu a prestação de serviços como aconselhamento psicossocial, orientação/acompanhamento profissional e planeamento familiar e educação sexual, através de um Gabinete de Apoio.

Em Lisboa, realizaram-se acções de sensibilização em "Igualdade de Género" e "Violência de Género", abrangendo 185 técnicos e o Gabinete Igua(lar) deu resposta ao pedido de atendimento de 69 pessoas. Desenvolvemos grupos de partilha com 572 jovens subordinados aos temas " Violência no Namoro", " Bullying" e "Educação Sexual".

No final do projecto realizou-se um Workshop intitulado " Construindo novos caminhos para a Igualdade: Prevenção da Violência", que teve como principal objectivo reflectir sobre as estratégias de prevenção da violência já implementadas no terreno, conduzindo assim para uma sociedade igualitária.

Também no Porto o projecto foi, ao longo dos dois anos, desenvolvido com sucesso. Conseguiu-se alcançar todos os objectivos estipulados e criar uma rede de laços entre o MDV e outras instituições, que em muito irão contribuir para a continuação da disseminação da prevenção destas problemáticas e para sustentabilidade da própria instituição no Norte do país. Ao longo deste dois últimos anos conseguiu-se atingir no Norte, no total, 960 destinatários/as.

Este projecto constituiu uma mais-valia para a continuidade do trabalho do Movimento de Defesa da Vida, em áreas tão centrais e de grande tradição como a igualdade de género e a educação sexual.
 
Apoios